Praga causa morte precoce da cultura, ocasionando redução da produtividade

    A cigarrinha-do-milho (Dalbulus maidis) é um inseto vetor dos molicutes espiroplasma e fitoplasma, que causam o enfezamento pálido e o enfezamento vermelho no milho. Ao se alimentar da seiva de plantas doentes, a praga adquire os molicutes que ficam alojados nas glândulas salivares, podendo ser transmitidos para plantas sadias. Os enfezamentos causam morte precoce da cultura, redução de porte e redução da produtividade potencial.

     >> Fale com um especialista via WhatsApp

    A presença da cigarrinha-do-milho pode ocorrer desde a fase de estabelecimento da cultura, tendo preferência por atacar plantas jovens. Um dos grandes desafios no manejo da praga é o baixo efeito residual dos inseticidas químicos, visto que o milho emite folhas constantemente, necessitando de aplicações frequentes.

BeauveControl®

    A utilização de inseticidas microbiológicos registrados para controle da praga como o BeauveControl® incrementa o período de proteção da cultura. Sua ação inicia-se por contato direto com o inseto, seguido por um processo de penetração e colonização dos órgãos internos do hospedeiro. Esse processo irá resultar em paralisação dos movimentos e posterior morte da praga. O BeauveControl® pode multiplicar-se no cadáver da cigarrinha-do-milho, passando por uma fase de esporulação natural, proporcional um residual prolongado. 

    >> Conheça melhor o produto

Por Ivan Carlos Zorzzi, supervisor de Desenvolvimento de Mercado da Simbiose.
ivan.zorzzi@simbiose-agro.com.br

Atenção: Este produto é perigoso à saúde humana, animal e ao meio ambiente. Leia atentamente e siga rigorosamente as instruções contidas no rótulo e na bula. Utilize sempre os equipamentos de proteção individual. Nunca permita a utilização do produto por menores de idade. Consulte um engenheiro agrônomo.


Conteúdo desenvolvido pela equipe de Comunicação e Marketing do Grupo Simbiose Agro

© | 2021