Compartilhe
mosca-branca

Controle biológico da mosca-branca

Os inseticidas microbiológicos são ferramentas de controle de insetos-praga, amplamente utilizadas no Manejo Integrado de Pragas (MIP). Essa adoção crescente é resultado do investimento realizado pelas empresas especializadas em controle biológico em pesquisa e desenvolvimento, possibilitando a obtenção de tecnologias com resultados consistentes no campo. Adicionalmente, a ampliação do uso do manejo integrado de pragas, a baixa oferta de novas moléculas químicas e o aumento da resistência das pragas aos inseticidas convencionais têm resultado em uma visão de integração entre o controle biológico às demais ferramentas de controle.

 

A mosca-branca

A mosca-branca (Bemisia tabaci) tem ganhado destaque no Brasil nos últimos anos como uma praga comum dos cultivos de soja, algodão, melão e tomate. A gravidade desses ataques está relacionada a três possibilidades de danos às culturas:

 

– Sucção da seiva, comprometendo o desenvolvimento da planta;

– Favorece o desenvolvimento da fumagina;

– Proporciona danos indiretos por ser vetor de várias viroses;

 

A mosca branca biótipo B é sem dúvidas o biotipo mais conhecido no Brasil, porém desde 2013 o biótipo Q tem ganhado notoriedade, por sua capacidade de desenvolver resistência aos inseticidas tradicionais. Neste contexto, o controle biológico da mosca-branca tem se tornado um importante aliado do produtor rural no manejo integrado da praga.

Buscando atender as demandas a Simbiose desenvolveu o inseticida microbiológico Flycontrol®. Sua ação inicia-se por contato com a praga, seguido por um processo de penetração e colonização dos órgãos internos, resultando em paralização dos movimentos e posterior morte da praga. O FlyControl® pode multiplicar-se no cadáver do inseto, resultando em um período de proteção prolongado, característica fundamental no manejo de uma praga com ciclo curto e que busca abrigo no terço inferior da cultura.

A efetividade de controle da praga pelo FlyControl® está relacionada a combinação de ingrediente ativo e formulação exclusiva que dispensa refrigeração. O ingrediente ativo escolhido, BB15 possuí alta virulência, ou seja, tem capacidade de controlar rapidamente a praga, já a formulação dispersão de óleo garante a proteção e adesividade do mesmo após a aplicação. Para saber mais consulte um dos nossos especialistas.

 

 

 

Leia Mais

Os inseticidas microbiológicos são ferramentas de controle de insetos-praga, amplamente utilizadas no Manejo Integrado de Pragas (MIP). Essa adoção crescente...

A cigarrinha-do-milho (Dalbulus maidis) é uma praga persistente que pode causar danos significativos às plantações de milho. Por isso, adotar...